Dias e dias

Tem dias que são apenas dias. Que a gente acorda querendo continuar na cama, que a gente sai de casa sem nem olhar pro céu, porque não importa a beleza que está ao nosso redor, que a gente faz tudo que tem que fazer apenas pensando no final do dia, no momento em que vai poder encostar a cabeça no travesseiro e simplesmente esquecer. Mas tem dias que a gente começa a sorrir sem perceber, que a gente percebe cor onde nunca havia tido nenhuma, que a gente finalmente aprecia a beleza de algo que sempre esteve à nossa frente, como uma simples árvore na rua onde a gente mora, com folhas de um verde diferente de qualquer outro verde do mundo. Porque tem dias que as cores têm milhões de tons, nenhuma é igual à outra. Tem dias que a gente se fecha, que a gente coloca um fone no ouvido sem nem prestar atenção na música, só para distrair do resto do mundo. Tem dias que a gente passa por um velhinho ou por uma criança e nem sequer olha. Mas tem dia que a gente quer ajudar todos os velhinhos do mundo a atravessarem a rua, só porque isso vai fazer a gente feliz. Tem dia que a gente quer parar e falar com todas as crianças, simplesmente ouvir o que elas têm a dizer, porque, por mais que muitos pensem os contrários, as crianças talvez sejam as que têm mais coisas a dizer. Tem dias que tudo irrita, que nenhuma comida cai bem e que nenhuma palavra basta. Tem dias que valem por semanas inteiras e tem dias que passam em segundos. Tem dias que tudo que a gente precisa é um abraço e tem dias que a gente abraça tanta gente e nem dá valor. Tem dias, e são muitos dias, que a gente esquece tudo que há de mais importante pra gente. Tem dias que a gente não repara um sorriso amigável na rua, tem dias que o gato sobe no nosso colo pedindo carinho e a gente tira ele de cima, que o cachorro abana o rabo e a gente passa reto. Mas tem dias que tudo que a gente tem vontade de fazer é gritar, seja de angústia ou de felicidade. Tem dias que o sentimento transborda pelo peito e a gente não sabe onde colocar. Tem dias que a gente quer gritar pro mundo inteiro o quanto a gente ama aquela pessoa, o quanto ela faz a gente se sentir especial, porque a gente sabe que só dizer isso pra ela não vai bastar, que só demonstrar não é o suficiente, não naquele dia. Tem dias que tudo que a gente quer é mostrar para aquela pessoa o quanto ela é importante, como a presença dela faz diferença na nossa vida. E, sei lá, parece que a gente não consegue. Parece que não existem palavras no mundo capazes de transmitir isso tudo que existe dentro da gente. E talvez não existam. Eu só sei que tem dias que tudo parece dar errado, mas aí eu penso em você e dá tudo certo de novo. Tem dias que o estresse é tão grande, mas basta eu ver seu sorriso que eu esqueço tudo. Tem dias que tudo que eu quero é te abraçar muito forte e te dizer muita coisa. Mas tem dias que eu só quero te abraçar muito forte e não dizer nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s